• Instituto Helena Antipoff

Atividade física melhora coordenação motora dos assistidos do IHA

O Instituto Helena Antipoff (IHA) oferece a seus assistidos uma série de atividades para o desenvolvimento pessoal. Dentre os serviços prestados gratuitamente está a psicomotricidade, atividade física coordenada pelo técnico desportivo, Rubens Tadeu.


São diversos exercícios realizados pelas crianças e adolescentes, muitos, inclusive, com materiais simples, podendo, com orientação profissional, ser praticados em casa. Em um deles, por exemplo, são feitos quatro quadrados no chão, um ao lado do outro. A meta é pular de um quadrado para o outro (para a frente, o lado, na diagonal). Em outra formatação, desta vez com apenas um, o assistido precisa pular para fora do quadrado e, depois, saltar para dentro.


Uma possibilidade também é colocar uma corda no chão e orientar a criança a andar apenas sobre ela. Outro teste realizado para ajudar no desenvolvimento é dispor obstáculo em uma linha reta, separados por uma distância. O assistido, como num treino de futebol, precisa driblá-los.


Desenvolvimento motor


O objetivo dos exercícios é desenvolver os potenciais dos assistidos, melhorando, por exemplo, seu equilíbrio, coordenação, potencial físico e mental e outros. Rubens conta também que é fundamental reconhecer as necessidades de cada assistido.


“Educação física aplicada nos adultos é desenvolver a parte da coordenação motora, auxiliando também na parte funcional. Nas crianças, nós utilizamos a psicomotricidade como forma de desenvolvimento tanto afetivo, psicológico e na coordenação motora, visando a individualidade de cada um, para que ambos tenham resultados satisfatórios”, explicou.



Além disso, ele destaca a importância da cooperação. “O apoio da família é a parte mais principal para a melhoria do desenvolvimento motor de cada um. Lembrando também que a família serve como apoio para nós profissionais”, ressalta.


Para o presidente do instituto, Juliano Vilela, a psicomotricidade é fundamental dentro dos serviços oferecidos pelo instituto.


“Para melhor atender nossos assistidos, precisamos oferecer não apenas um, mas séries de atividades para o desenvolvimento contínuo e coordenado com outros setores. A psicomotricidade, então, é importante para ajudar nossas crianças e adolescentes no processo de aprendizado motor e cognitivo e também na socialização”, explicou.





O instituto


O Instituto Helena Antipoff é gerenciado pelo Lions Clube Pioneiro. É uma entidade assistencial sem fins lucrativos fundado em 1970, que oferece diversos serviços às pessoas com deficiências intelectual, múltipla e do espectro autista de Divinópolis e região.


Para contribuir com a instituição, localizada na rua do Cobre, 697, no bairro São João de Deus, basta acessar o site institutohelenaantipoff.org.br/doacoes ou pelo telefone (37) 3221-2001.

14 visualizações0 comentário