• Instituto Helena Antipoff

Serviço essencial, Helena Antipoff atende com protocolos rígidos na Onda Roxa

Diante do agravamento do cenário pandêmico em Divinópolis, o presidente do Instituto Helena Antipoff (IHA), Juliano Vilela, se reuniu com as gerências na manhã desta segunda-feira (15/03) para debater os procedimentos de prevenção à Covid-19 na Onda Roxa. Durante o encontro, ficou definido que os atendimentos clínicos e médicos, por serem essenciais, continuarão sendo realizados. Já as oficinas, inicialmente, ficarão suspensas por 15 dias. Participaram do encontro a gerente-geral, Soraya Marques, a gerente de Assistência Social, Vanessa Melo, e a gerente financeira, Sônia Oliveira.

A medida foi tomada com base na preocupação com a saúde de todos, especialmente de seus colaboradores, assistidos e familiares, que frequentam a instituição para receber o atendimento especializado. Outra ação foi conceder férias coletivas para 40% dos funcionários.

Vale ressaltar que essa é apenas uma das medidas tomadas pela instituição. Desde o início da pandemia, sob orientação da Vigilância Sanitária e demais órgãos de saúde, o instituto adotou todas as medidas de prevenção ao vírus. Álcool em gel e cartazes educativos foram dispostos em pontos estratégicos da sede. O uso de máscara e o respeito ao distanciamento social são obrigatórios. Há, ainda, aferição de temperatura na entrada. Os atendimentos coletivos também se transformaram em individuais e as salas e demais espaços são higienizados frequentemente.

“O momento, todos sabemos, é difícil. Desde março do ano passado a diretoria tem se reunido regularmente para desenvolver protocolos de segurança e proteger a saúde de nossos colaboradores e assistidos. Diante da Onda Roxa em Divinópolis, voltamos a tomar decisões com base no decreto municipal para ajudar a cidade neste cenário delicado”, explicou o presidente Juliano Vilela.

O Instituto Helena Antipoff entende a importância das consultas para o bem-estar e desenvolvimentos das pessoas com deficiência intelectual, múltipla e com transtorno do espectro autista, bem como preza pela vida. Neste momento difícil, contamos com a compreensão e consciência de todos para oferecermos os atendimentos clínicos e médicos com qualidade e, especialmente, segurança.

6 visualizações0 comentário

Instituição sem fins lucrativos, de assistência às pessoas com deficiência intelectual, múltipla e espectro autista de Divinópolis e cidades vizinhas.