• Instituto Helena Antipoff

Terapia ocupacional ajuda na independência de assistidos

O Instituto Helena Antipoff (IHA) oferece, há 50 anos, uma série de serviços gratuitos às pessoas com deficiência intelectual, múltipla e com transtorno do espectro autista. Uma dessas é a terapia ocupacional, conduzida por Camila Melo. O trabalho auxilia no desenvolvimento, principalmente cognitivo, dos atendidos.


Conforme explica Camila, a terapia ocupacional, basicamente, contribui na “prevenção, tratamento e reabilitação dos assistidos com disfunções físicas, sensoriais, mentais, emocionais e sociais, temporárias ou definitivas, que limitam suas atividades e participação social”.



“Através de processos terapêuticos, é possível estimular e incentivar as habilidades esperadas em cada faixa-etária, reduzindo os ‘atrasos’ no desenvolvimento que essa pessoa enfrenta” explicou a terapeuta ocupacional, Camila Melo.


Assim, o setor também contribui para aprendizagem escolar da criança com déficits e dificuldades pedagógicas, ajuda a família a descobrir as potencialidades de seus filhos e conduz o assistido para a independência e autonomia em diversas ações cotidianas.


Atividades


Justamente pelas diferenças de faixa etária e disfunções de cada assistido, os exercícios realizados com cada um são diferentes conforme a necessidade.


“Depende de qual característica do desenvolvimento o paciente precisa trabalhar”, explica.


Conforme o caso, por exemplo, são feitos trabalhos com quebra-cabeça, massinha, pintura, desenhos e com reconhecimento de cores e formas geométricas.



A terapia ocupacional é recomendada, por exemplo, para bebês e crianças que não brincam e apresentam atraso no desenvolvimento, famílias que precisam de ajuda para compreender e lidar com a pessoa que apresenta disfunção, pessoas que sofreram danos no cérebro ou em outra parte do corpo e precisam aprender ou reaprender atividade cotidianas de forma autônoma e grupos de risco de exclusão social (condições financeiras, desestruturação do núcleo familiar, alterações psíquicas, intelectuais, sensório-motoras, dependência química etc).


O Instituto também abriu uma nova vaga para Terapeuta Ocupacional, os interessados podem procurar o Helena Antipoff na rua do Cobre, 697, no bairro São João de Deus. Informações pelo (37) 3221-2001.


O Helena Antipoff é gerenciado pelo Lions Clube Pioneiro. É uma entidade assistencial sem fins lucrativos fundada em 1970.

11 visualizações0 comentário