• Instituto Helena Antipoff

Instituto Helena Antipoff promove oficina de estudos para assistidos

Aprender é fundamental, mas lembrar é tão importante quanto. Com esse objetivo, o Instituto Helena Antipoff (IHA) oferece a Oficina Pedagógica às pessoas com deficiência intelectual, múltipla e com transtorno do espectro autista, com o intuito de reforçar a alfabetização. As atividades, conduzidas pela educadora social Vera Lúcia, também contribuem para a socialização dos assistidos.


Os exercícios, além de realizados presencialmente seguindo as normas de segurança sanitária, podem ser retirados por pais ou responsáveis dos assistidos que, diante da pandemia, não se sentem confortáveis a participar das oficinas.


A educadora social conta que, ao fim do ano, em conversa com os assistidos sobre os aprendizados do ano, eles destacavam o interesse em aprender mais sobre leitura e escrita. Por isso, a necessidade de criar um espaço de desenvolvimento dessas habilidades.


A oficina pedagógica trabalha desde questões básicas, como vogais, até a formação de frases e palavras mais complexas, explicando, por exemplo, a diferenciação do uso de ch, x, ss e outras composições.


“O aprendizado tem que ser interessante para que eles não percam a vontade de aprender. Eles participam de brincadeiras e jogos com o vocabulário, como montar palavras”, explica Vera.



Diante disso, são elaborados exercícios lúdicos para manter a atenção dos assistidos.


“Não queremos que ninguém se sinta excluído, então observamos o grau de alfabetização de cada um. Assim, podemos propor atividades adequadas para seu processo de aprendizado”, destaca.


O presidente do IHA, Juliano Vilela, destaca a importância do processo não apenas para o desenvolvimento pessoal dos assistidos, mas também para sua socialização e inclusão.


“Um dos grandes objetivos do Instituto é fomentar o atendimento multidisciplinar, oferecendo o máximo de atividades em nossa sede. Com os exercícios pedagógicos, os assistidos praticam constantemente sua leitura e escrita, desenvolvendo suas habilidades cognitivas e ampliando a inclusão social”, finalizou.
2 visualizações0 comentário